Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/08/13 às 14h23 - Atualizado em 29/10/18 às 15h41

Hemocentro de Brasília ganha terreno para expansão

A área da Fundação Hemocentro de Brasília (FHB) será ampliada com a recente cessão de um terreno adjacente à sua sede, no início da Asa Norte, para a construção de mais um bloco. A FHB também vai ganhar um psicólogo e um gabinete odontológico com dentista e está se estruturando para apoiar a realização de transplantes de medula até dezembro, em parceria com o Instituto de Cardiologia.

As boas notícias foram anunciadas pelo secretario de Saúde, Rafael Barbosa, na manhã desta sexta-feira (09), durante as comemorações do primeiro ano de funcionamento do Serviço de Referência para as Coagulopatias Hereditárias do Distrito Federal que teve a participação de pacientes e servidores.

“Desde o inicio da gestão estamos fazendo grandes investimentos no Hemocentro de Brasília, que deixou de ser apenas um banco de sangue para se tornar um centro de assistência, que já é referência para o país”, destacou o secretario de Saúde.

Segundo a diretora-presidente do FHB, Beatriz Macdowel, a instituição recebeu apoio e incentivo dos gestores e servidores para alcançar seus objetivos, principalmente a publicação da nova estrutura da fundação e a cessão do terreno para a expansão do Hemocentro.

A fundação também comemora o repasse por parte do Ministério da Saúde do Fator 8 recombinante, usado pelos hemofílicos. Com o repasse, a SES deixa de gastar cerca de R$ 5 milhões para a compra do medicamento.

Ambulatório de Coagulopatias
O Ambulatório de Coagulopatias Hereditários é responsável pelo atendimento às pessoas com distúrbios congênitos da coagulação, dentre eles os hemofílicos desde agosto de 2012.

Em um ano, o ambulatório realizou 1.026 consultas a mais de 300 pacientes residentes no DF, cidades do Entorno e de alguns municípios mais distantes, sendo quase 250 pacientes que se recadastraram e 67 pacientes novos. “O tratamento multiprofissional prestado aqui tem adesão de 85% dos pacientes”, diz a diretora-presidente do FHB.

O Ambulatório é ainda responsável pela entrega domiciliar da medicação para 86 dos 122 pacientes residentes no DF, com hemofilia, que estão em profilaxia e que precisam usar a medicação em dias alternados. Os demais pacientes pegam a medicação no próprio Hemocentro.

Além dos atendimentos no ambulatório e do gerenciamento e distribuição dos medicamentos, a FHB é responsável também pelo Laboratório de Hemostasia, que realiza os exames para o diagnóstico dos casos novos da maioria das coagulopatias hereditárias e o acompanhamento dos pacientes em tratamento.

Desde o início do funcionamento do Laboratório, em janeiro de 2011, já foram realizados mais de 12 mil exames de hemostasia. A partir de 2013 o laboratório da FHB iniciou a realização de exames para o diagnóstico de coagulopatias hereditárias raras.

O Governo do DF investiu, nos últimos dois anos e meio, mais de R$13 milhões na instalação do laboratório e do ambulatório, na aquisição de medicamentos recombinantes, reagentes para o laboratório de hemostasia, equipamentos para a fisioterapia, dentre outros. Providenciou, também, a contratação por meio de concurso público de 25 dos 26 profissionais que atuam no atendimento aos pacientes.

Celi Gomes

Fundação Hemocentro de Brasília - Governo do Distrito Federal

FHB

Setor Médico Hospitalar Norte, quadra 3, conjunto A, bloco 3. Asa Norte, Brasília-DF. CEP: 70.710-908.