Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/05/18 às 17h36 - Atualizado em 13/06/19 às 8h41

Competências

 

Para acessar o regimento interno da Fundação Hemocentro de Brasília, clique aqui.

 

O Gabinete da Presidência é a unidade orgânica de comando e supervisão, diretamente subordinada ao Diretor-Presidente, compete ao gabinete prestar assistência direta e imediata ao Diretor-Presidente da FHB; assistir o Diretor-Presidente em sua representação política e social, incumbindo-se do preparo do seu expediente pessoal; promover a publicação de atos oficiais da Fundação Hemocentro de Brasília; além de exercer outras atividades que lhe forem atribuídas na sua área de atuação.

 

A Ouvidoria é responsável por facilitar o acesso do cidadão aos serviços de ouvidoria: É papel da ouvidoria registrar as manifestações recebidas no sistema informatizado definido pelo órgão superior do Sistema de Gestão de Ouvidoria do Distrito Federal – SIGO/DF; responder às manifestações recebidas; encaminhar as manifestações recebidas à área competente do órgão ou da entidade em que se encontra, acompanhando a sua apreciação; participar de atividades que exijam ações conjugadas das unidades integrantes do SIGO/DF, com vistas ao aprimoramento do exercício das atividades que lhes são comuns; prestar apoio ao órgão superior na implantação de funcionalidades necessárias ao exercício das atividades de ouvidoria; manter atualizadas as informações e as estatísticas referentes às suas atividades; encaminhar ao órgão central dados consolidados e sistematizados do andamento e do resultado das manifestações recebidas.

 

À Assessoria de Comunicação Social (ASCOM), diretamente subordinada ao Diretor-Presidente, compete: deve assistir à Fundação Hemocentro de Brasília nos assuntos de comunicação social, promovendo a divulgação de atos, ações e eventos de interesse da Fundação Hemocentro de Brasília e da comunidade; planejar, criar e produzir campanhas, folders, jornais e outras peças promocionais; elaborar e distribuir as informações de caráter institucional a serem dirigidas aos meios de comunicação – jornais, rádios, televisões, revistas e websites; exercer as funções de marketing direto, endomarketing e outras técnicas de criação de opiniões favoráveis entre o público interno e externo do órgão, por meio de criação de matérias, boletins internos, jornais e revistas; coletar e compilar os programas e projetos da Fundação para divulgá-los por meio de uma linha editorial, compreendendo revistas, cadernos e outros materiais impressos e digitais e promover a comunicação interna e institucional da Fundação; produzir, editar e divulgar material fotográfico, assim como manter arquivo de fotografias para atender demandas jornalísticas e/ou publicitárias; elaborar notas oficiais, artigos e esclarecimentos públicos relacionados com as atividades da Fundação; coletar, organizar e manter arquivos, inclusive em meio magnético, das matérias relativas à atuação e de interesse da Fundação veiculadas pelos meios de comunicação; planejar e atualizar as páginas eletrônicas (intranet e internet) da Fundação; articular com os órgãos centrais de Comunicação do Governo do Distrito Federal sobre trabalhos relativos à produção de material informativo, publicitário e de divulgação em apoio às ações da Fundação.

 

À Assessoria de Planejamento e Gestão (ASPLAN), diretamente subordinada ao Diretor-Presidente, compete: assessorar a formulação da política global e de ação estratégica da Fundação; acompanhar a execução do Planejamento Estratégico da Fundação Hemocentro de Brasília; propor, implantar e manter o sistema de gestão estratégica da instituição; acompanhar, orientar e/ou elaborar os instrumentos de planejamento e gestão da Fundação Hemocentro de Brasília, tais como PPA, LDO, LOA, Relatórios de Atividades, Relatórios de Gestão, Plano Estratégico, Plano Diretor; informar e orientar as unidades organizacionais da Fundação Hemocentro de Brasília na aplicação de conhecimentos inerentes às práticas, técnicas e rotinas de planejamento e gestão da Fundação Hemocentro de Brasília; acompanhar e apoiar as atividades das áreas meio da Fundação Hemocentro de Brasília mediante elaboração de planos, desenho de processos e diretrizes; promover a internalização de boas práticas nos domínios da gestão governamental; desenvolver e acompanhar a execução de projetos e atividades que promovam o desenvolvimento institucional e a captação de recursos de interesse da Fundação; elaborar o planejamento da atenção integral à saúde das pessoas com coagulopatias hereditárias e hemoglobinopatias hereditárias, acompanhar e apresentar relatório anual sobre as atividades das duas áreas, em conjunto com os membros dos Comitê Técnico de Coagulopatias Hereditárias e Comitê Técnico de Hemoglobinopatias Hereditárias, respectivamente; desenvolver estudos e projetos na área de organização e métodos, através da elaboração de diagnósticos, análises e avaliações, identificando necessidades e sugerindo mudanças organizacionais na Fundação; consolidar informações, realizar o acompanhamento e a avaliação de metas institucionais e a análise de resultados através de indicadores de desempenho.

 

À Assessoria da Garantia da Qualidade (ASGQ), diretamente subordinada ao Diretor-Presidente, compete: planejar, monitorar e controlar o Sistema de Gestão da Qualidade da Fundação Hemocentro de Brasília fundamentado nas referências normativas para os serviços de hemoterapia; dispor de métodos e ferramentas de melhoria contínua; orientar a padronização de todos os processos e procedimentos técnicos e administrativos; orientar a identificação, o registro e o tratamento das não conformidades ocorridas no âmbito da Fundação Hemocentro de Brasília e da Hemorrede do Distrito Federal; estabelecer a sistemática de planejamento, coordenação, execução e acompanhamento das auditorias internas do Sistema de Gestão da Qualidade visando verificar a conformidade das atividades executadas e a sua eficácia; estabelecer diretrizes para implementação e acompanhamento de ações preventivas e corretivas para o sistema de gestão da qualidade; orientar a qualificação de fornecedores, insumos, produtos e serviços críticos utilizados; estabelecer os princípios gerais e acompanhar a validação dos processos críticos do ciclo do sangue e procedimentos especiais; estabelecer a sistemática e controlar a elaboração, atualização e modificação dos documentos da qualidade; estabelecer a sistemática e executar as ações de controle e distribuição de documentos do Sistema de Gestão da Qualidade; estabelecer a sistemática para a elaboração e organização dos Manuais, Procedimentos Operacionais Padrão, Programas, Normas, Documentos do Sistema de Gestão da Qualidade; definir os controles necessários para identificação, armazenamento, proteção, recuperação, retenção e disposição dos documentos da qualidade; estabelecer procedimentos para investigação de reclamações relativas a hemocomponentes distribuídos pela Fundação Hemocentro de Brasília; estabelecer procedimento para tratamento de reclamações relativas a resultados de exames laboratoriais; estabelecer procedimentos relativos às ações de recolhimento de hemocomponentes; orientar e padronizar o planejamento e a implantação de novas atividades na FHB; orientar no procedimento para determinação dos indicadores da qualidade, sistematizando sua forma de coleta, apresentação e análise crítica; acompanhar o desempenho dos processos pelo uso de indicadores e definição de metas; orientar na elaboração de planos de contingências para situações de emergências; oferecer suporte e orientação no âmbito das legislações específicas vigentes; participar, coordenar, executar e acompanhar as auditorias externas e inspeções sanitárias; e propor ações e treinamentos que colaborem com a construção e aperfeiçoamento da cultura da qualidade na instituição.

 

À Assessoria de Infraestrutura e Engenharia Clínica (ASSINFRA), diretamente subordinada ao Diretor-Presidente, compete: elaborar estudos, projetos, desenhos, detalhes, gráficos, cronograma e similares relativos a projetos de arquitetura; elaborar encargos e as especificações de materiais a serem empregados na execução das obras, bem como analisar, emitir parecer e prestar informações relativas aos projetos de arquitetura; fiscalizar, supervisionar, acompanhar e controlar os serviços e obras de engenharia, reformas, instalações, montagens de máquinas, aparelhos e equipamentos; fiscalizar, gerenciar e supervisionar os projetos de arquitetura terceirizados, bem como assessorar a fiscalização e supervisão de obras; fornecer dados para elaboração de edital para o Centro de Compras; VI – emitir parecer técnico relativo a projetos de arquitetura em saúde; promover os procedimentos necessários visando as aquisições de equipamentos médicos e laboratoriais, avaliando tecnicamente as especificações e necessidades para instalação; acompanhar o recebimento de equipamentos médicos; planejar, coordenar e supervisionar a execução da Qualificação de Instalação (QI) e Qualificação Operacional (QO) e Qualificação de Desempenho (QD) dos equipamentos; viabilizar a contratação de serviços de manutenções preventivas, corretivas e calibração dos equipamentos médicos e coordenar sua execução; promover a especificação e exigências técnicas e propor a tecnologia adequada em conjunto com os setores, enquadrando os pedidos similares; gerenciar a movimentação de equipamentos críticos na Hemorrede; e gerenciar e manter a documentação relativa as atividades acima.

 

À Assessoria da Hemorrede (ASHEMO), diretamente subordinada ao Diretor-Presidente, compete: assessorar a Direção da Fundação Hemocentro de Brasília nas atividades de gestão, planejamento e tomada de decisões no que se refere à Hemorrede do Distrito Federal; padronizar os procedimentos técnicos relacionados com as atividades hemoterápicas; supervisionar a realização das atividades técnicas e o cumprimento dos procedimentos padronizados, normas, protocolos e regulamentos vigentes relacionados à Hemoterapia; realizar o levantamento e a análise crítica dos indicadores relacionados às atividades dos Serviços de Hemoterapia da Hemorrede do Distrito Federal; realizar a Gestão dos insumos, materiais e equipamentos utilizados na Hemorrede Pública do Distrito Federal; coordenar e supervisionar as ações dos profissionais da Fundação Hemocentro de Brasília atuantes nas Agências Transfusionais dos Hospitais Públicos do Distrito Federal; coordenar com a Assessoria de Infraestrutura e Engenharia Clínica a manutenção preventiva, corretiva e preditiva dos equipamentos das Unidades da Hemorrede Pública do Distrito Federal; coordenar e acompanhar as ações de hemovigilância, realizadas pelos Comitês Transfusionais de cada Unidade da Hemorrede Pública do Distrito Federal; colaborar com a área de Tecnologia da Informação na informatização da Hemorrede do Distrito Federal, conforme legislação vigente; implantar e executar Programa de Auditorias Internas nas Unidades da Hemorrede Pública do Distrito Federal; coordenar treinamento e educação continuada nos Serviços de Hemoterapia da Hemorrede Pública do Distrito Federal; e realizar interface entre a FHB e Gerências e Assessorias da FHB, nas áreas de competência.

 

À Assessoria Jurídica (AJUR), diretamente subordinada ao Diretor-Presidente, compete: assessorar juridicamente o Diretor-Presidente e o Diretor-Executivo da Fundação Hemocentro de Brasília; promover o exame prévio de atos normativos, termos, contratos, convênios, editais de licitação, ajustes e outros assemelhados inerentes às atividades da Fundação, sem prejuízo da necessária manifestação conclusiva da Procuradoria-Geral do Distrito Federal, tendo em vista sua competência privativa para o exercício da Consultoria Jurídica no âmbito do Distrito Federal; estudar, orientar, analisar e exarar manifestações e informações sobre os assuntos de interesse da Fundação que forem submetidos à sua apreciação; manter arquivo e relatórios atualizados com o controle de pareceres e decisões jurídicas proferidas nas ações e feitos de interesse da Fundação e demais processos nos quais tenha participação; organizar a jurisprudência e legislação específica e correlata; prestar informações solicitadas pelos diversos setores da Fundação Hemocentro de Brasília em assuntos relacionados à legislação da Fundação; prestar informações e fornecer subsídios para o cumprimento das decisões e orientações emanadas do Tribunal de Contas do Distrito Federal, Secretaria de Transparência, Procuradoria-Geral e outros órgãos com competência decisória ou de controle; elaborar termos de contratos e convênios; acompanhar os contratos e convênios de fornecimento de hemocomponentes, em parceria com os executores dos contratos e convênios; e exercer outras atividades que lhe forem atribuídas na sua área de atuação, observada a competência privativa da Procuradoria-Geral do Distrito Federal.

 

Ao Centro de Compras (CCOMPRAS), diretamente subordinado ao Diretor-Presidente, compete: desenvolver estudos visando à aquisição programada de bens e serviços de uso frequente, com vistas à racionalização administrativa, aumento da competitividade e ampliação do sistema de registro de preços; planejar, dirigir e coordenar a execução dos procedimentos licitatórios para contratação de fornecimentos e serviços no âmbito da FHB; dirigir, coordenar e promover a administração do sistema de registro de preços e o gerenciamento das respectivas atas; elaborar calendário anual de compras e serviços, com subsídio das áreas fim da Fundação Hemocentro de Brasília; elaborar e propor estudos para padronização de atos convocatórios, atas, avisos e demais procedimentos concernentes aos procedimentos licitatórios; encaminhar o processo instruído, após a adjudicação e homologação do certame à autoridade competente, visando à contratação/aquisição; propor a revogação ou anulação do processo licitatório, à autoridade competente, quando for o caso; emitir pareceres técnicos sobre recursos administrativos e pedidos de reconsideração relativos às licitações na modalidade pregão; orientar a interpretação das leis e atos normativos a serem seguidos nos procedimentos licitatórios e acompanhar o seu cumprimento, seguindo orientação da Assessoria Jurídica da Fundação Hemocentro do Distrito Federal; elaborar e publicar editais na modalidade pregão e/ou outras que se fizer necessária; XI – submeter os Editais à apreciação e aprovação da Assessoria Jurídica; acompanhar e acatar as decisões e orientações normativas emanadas da Procuradoria- Geral do Distrito Federal e do Tribunal de Contas do Distrito Federal; orientar às áreas solicitantes e potenciais fornecedores sobre as normas de funcionamento do sistema de registro de preços; acompanhar as contratações dos fornecedores detentores dos preços registrados; renegociar preços de atas cujos produtos tenham sido reduzidos no mercado ou em outras atas de registro de preço; analisar e instruir os pedidos de revisão de preços registrados; manter controle dos prazos de validade das atas de registro de preços; comunicar as gerências e assessorias o vencimento ou esgotamento das atas para que manifestem a necessidade de prorrogá-la, quando for menor do que 12 meses, ou de realizar uma nova; e executar outras atividades que lhe forem atribuídas na sua área de atuação.

 

À Diretoria Executiva, unidade de comando e supervisão, diretamente subordinada ao Diretor-Presidente compete: coordenar, supervisionar, orientar, acompanhar e avaliar a execução das atividades das áreas finalísticas, órgãos vinculados e demais unidades que integram a Fundação; exercer a responsabilidade técnica desta Fundação e responder por atividades técnicas e médicas que incluam o cumprimento das normas técnicas e a determinação da adequação das indicações da transfusão de sangue e hemocomponentes e a atenção à saúde de pacientes de coagulopatias e hemoglobinopatias hereditárias; subsidiar e apoiar a Presidência na tomada de decisões; e desenvolver outras atividades que lhe forem atribuídas na sua área de competência.

 

À Gerência do Ciclo do Doador (GECD), diretamente subordinada à Diretoria Executiva, compete: gerenciar e avaliar criticamente as metas e os indicadores estratégicos e da qualidade, referentes aos Núcleos de Captação, Triagem Clínica e Coleta, visando assegurar o cumprimento dos mesmos; realizar levantamentos e estudos técnicos que visem subsidiar a Direção na implementação de medidas e ações de melhoria dos serviços e dos resultados; supervisionar e apoiar as ações dos Núcleos visando a melhoria de seus processos de trabalho e um atendimento mais humanizado, eficiente e de qualidade aos doadores de sangue; acolher, orientar e encaminhar para serviço de referência os doadores que apresentem inaptidão temporária ou definitiva; promover eventos voltados à integração, atualização e capacitação técnica das equipes que compõem o Ciclo do Doador; realizar pesquisa de satisfação junto aos doadores de sangue da FHB; elaborar relatório anual, ou sempre que solicitado, das atividades desenvolvidas e dos resultados alcançados; e implementar o Sistema de Gestão da Qualidade da Fundação Hemocentro de Brasília na sua área de atuação, bem como, assegurar que os requisitos do Sistema da Qualidade sejam cumpridos por todos os servidores do Setor.

 

À Gerência de Processamento e Distribuição de Hemocomponentes (GEPROD), diretamente subordinada à Diretoria Executiva, compete: gerenciar e avaliar criticamente as metas e os indicadores estratégicos e da qualidade, referentes aos Núcleos de Processamento, de Distribuição e de Resíduos, visando assegurar o cumprimento das metas; propor adequações necessárias ao processo de trabalho; investigar quando do surgimento de não conformidade relativas às atividades sob sua supervisão e atuar no tratamento e implantação de medidas corretivas aplicáveis; planejar e gerenciar estratégias de distribuição de hemocomponentes para atendimento aos hospitais da Secretaria de Saúde do Distrito Federal; propor à Direção metas de produção; propor à Direção o estoque estratégico de hemocomponentes; gerenciar as ações de segregação, manejo, tratamento e disposição final dos resíduos dos serviços de saúde produzidos na Fundação Hemocentro de Brasília; supervisionar contratos e convênios dos hospitais com a Fundação Hemocentro de Brasília, em conjunto com a AJUR/FHB; e implementar o Sistema de Gestão da Qualidade da Fundação Hemocentro de Brasília na sua área de atuação, bem como, assegurar que os requisitos do Sistema da Qualidade sejam cumpridos por todos os servidores do Setor.

 

À Gerência de Laboratórios (GELAB), diretamente subordinada à Diretoria Executiva, compete: gerenciar e avaliar criticamente as metas e os indicadores estratégicos e da qualidade, referentes aos Núcleos de Imunohematologia, de Sorologia e Exames Complementares, de Suporte aos Transplantes e de Laboratórios Especiais, visando assegurar o cumprimento dos mesmos; assegurar que os requisitos do Sistema da Qualidade e as Normas de Biossegurança sejam cumpridos pelos núcleos; alimentar e levantar dados para as estatísticas dos exames realizados pelos núcleos; investigar e atuar no tratamento de não conformidades relativas às atividades desenvolvidas nos núcleos, bem como na implantação de medidas corretivas e planos de ações preventivas aplicáveis; gerenciar as atualizações periódicas dos Procedimentos Operacionais Padrão, bem como a implantação de novos Procedimentos, relacionados às atividades dos núcleos da Gerência; supervisionar e acompanhar as qualificações dos equipamentos e validações dos processos nos núcleos; levantar dados epidemiológicos e estatísticos que visem subsidiar a implementação de medidas e ações de melhoria na execução dos exames e emissão dos resultados, tanto para doadores de sangue como para pacientes; elaborar relatórios periódicos das atividades desenvolvidas e dos resultados alcançados; elaborar programa, supervisionar e avaliar os estagiários nos núcleos; garantir o bom funcionamento dos laboratórios de paciente quanto a agendamento de coletas, realização dos exames e liberação dos resultados; propor adequações necessárias ao processo de trabalho e elaborar as escalas de trabalho e serviços juntamente com os chefes de cada núcleo.

 

À Gerência de Controle de Qualidade (GECQ), de execução, diretamente subordinada à Diretoria Executiva, compete: executar atividades de controle que abrangem todo o processo produtivo, realizar o controle de qualidade de hemocomponentes produzidos na instituição, a preparação e controle de soluções e avaliação de alguns insumos utilizados no ciclo do sangue; contribuir para a qualidade dos produtos da FHB por meio da avaliação da conformidade dos hemocomponentes liberados para transfusão, de acordo com as normas e regulamentos técnicos vigentes; realizar o controle de qualidade de hemocomponentes produzidos pela FHB, conforme legislação vigente; realizar o controle de qualidade de insumos hemoterápicos críticos, conforme legislação vigente; realizar a preparação e controle de qualidade das soluções, conforme manuais operacionais; estabelecer as especificações e definir os procedimentos de inspeção e ensaio para os hemocomponentes, insumos hemoterápicos e para as soluções; estabelecer os procedimentos de amostragem de produtos recebidos, intermediários e do produto final, bem como garantir a identificação e correto armazenamento das amostras coletadas; monitorar e avaliar as metodologias utilizadas; investigar eventuais desvios da qualidade e/ou reclamações referentes aos hemocomponentes, juntamente com os produtores e a ASGQ, propondo medidas preventivo- corretivas; manter registros das análises realizadas pelo período preconizado na legislação em vigor; observar e orientar quanto ao cumprimento de procedimentos de biossegurança, de descarte de resíduos e dos preceitos gerais das Boas Práticas de Laboratório; e implementar o Sistema de Gestão da Qualidade da Fundação Hemocentro de Brasília na sua área de atuação, bem como, assegurar que os requisitos do Sistema da Qualidade sejam cumpridos por todos os servidores do Setor.

 

À Gerência de Ambulatórios (GEAMB), diretamente subordinada à Diretoria Executiva, compete: acolher pacientes e familiares encaminhados pela CNCDO e hospitais públicos do DF para coleta de amostras para o Laboratório de Imunologia de Transplantes; receber as amostras de sangue provenientes dos hospitais públicos do DF para realização de exames disponíveis nos Laboratórios da FHB; cadastrar atualizar os dados cadastrais de pacientes do Programa Nacional de Coagulopatias Hereditárias do Ministério da Saúde, no sistema Hemovida Web Coagulopatias; atualizar os dados cadastrais de pacientes do Programa Nacional de Coagulopatias Hereditárias do Ministério da Saúde, no sistema Hemovida Web Coagulopatias, pelo menos uma vez ao ano; agendar consultas e coletas de sangue para exames necessários, conforme protocolo interno do ambulatório; enviar amostras de sangue para o Laboratório de Hemostasia da Fundação Hemocentro de Brasília; responsabilizar-se pelo acolhimento e atendimento multiprofissional, realizado por médico, enfermeiro, assistente social, psicólogo, farmacêutico, fisioterapeuta, odontólogo, nutricionista e “outros profissionais” que eventualmente possam ser agregados ao atendimento no ambulatório de acordo com as necessidades específicas do paciente; encaminhar pacientes para consultas em outros serviços de saúde para atendimento ambulatorial, emergências e internações, quando necessário; coordenar a realização de visita domiciliar a pacientes novos para avaliação das condições sociais e de armazenamento de fatores de coagulação em domicílio e encaminhar casos, quando necessário, para o Comitê Técnico de Coagulopatias Hereditárias da Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal.

 

À Coordenação de Administração Geral (CODAG), unidade orgânica de comando e supervisão, diretamente subordinada ao Diretor-Presidente, compete: dirigir, coordenar e controlar a execução setorial das atividades de gestão de pessoas, orçamento e finanças, serviços gerais, administração de material e patrimônio, tecnologia de informação, comunicação administrativa, apoio administrativo, conservação e manutenção de próprios da Fundação; acompanhar e avaliar a atuação das gerências quanto ao cumprimento das normas e procedimentos vigentes; elaborar e propor a programação de execução dos trabalhos das gerências que lhe são subordinadas; assessorar a Presidência/FHB e demais setores da Fundação Hemocentro de Brasília, sobre assuntos inerentes a finanças, orçamento e contabilidade, gestão de pessoas, aquisição de material e/ou contratação de serviços, e tecnologia da informação, com o apoio das gerências; participar da elaboração, acompanhamento e avaliação do planejamento anual e plurianual da Fundação; propor e elaborar normas relativas à administração geral, respeitada a orientação definida pelos órgãos centrais; analisar e instruir processos administrativos em geral, bem como coordenar a instrução e acompanhamento de procedimentos administrativos atinentes às atividades das gerências e respectivos núcleos vinculados a coordenação; coordenar e controlar suprimento de fundos; coordenar a execução dos contratos de fornecimento de material ou serviços; assessorar e instrumentalizar a Presidência/FHB para tomada de decisões na área administrativa e atuar como ordenador de despesa em conjunto com a Presidência/FHB.

 

À Gerência de Gestão de Pessoas (GEPES), diretamente subordinada à Coordenação de Administração Geral, compete: coordenar, monitorar e avaliar planos, programas e ações de gestão e desenvolvimento de pessoas em suas competências e desempenhos, vinculados à missão e objetivos do planejamento estratégico da Instituição; realizar estudos e pesquisas para compatibilização do Plano de Capacitação e Desenvolvimento de Pessoas com as ações correspondentes da Instituição; acompanhar e controlar a execução das atividades relativas a cadastro, classificação, registro funcional, lotação, movimentação de pessoas, atualização e correção de dados lançados no sistema informatizado; acompanhar e controlar a execução das atividades de concessão e manutenção de aposentadorias e pensão; promover a interlocução com todas as áreas da Instituição, informando problemas de saúde dos servidores, mantendo parceria com o órgão central de Saúde Ocupacional do Distrito Federal para encaminhar servidores, disseminar informações, promover ações e campanhas de prevenção; aprovar a participação de servidores em cursos de especialização e pós-graduação para formação de gestores, desenvolvimento de lideranças e nos projetos de capacitação técnica; designar, de acordo com critérios pré-estabelecidos, dentro do quadro de pessoas da área, o interlocutor da Instituição que atuará como Agente de Gestão de Pessoas junto às equipes do Governo do Distrito Federal; sugerir alterações organizacionais, racionalização de métodos e processos, adoção de novas tecnologias, elaborar e propor normas complementares para o setor para a modernização da gestão pública; planejar estratégias corporativas para educação continuada no âmbito da Instituição e criar processos visando identificar, diferenciar e manter talentos internos no órgão; estudar e acompanhar o desenvolvimento de competências e desempenhos de servidores de forma a obter indicadores que subsidiem programas de benefícios e premiação por resultados; implementar mecanismos que busquem a democratização das relações de trabalho, a valorização do servidor e a eficiência do servidor público; articular com outras entidades públicas ou privadas projetos e ações relativos a gestão de pessoas e melhoria da gestão pública; orientar e instruir a abertura de processos pertinentes à área de gestão de pessoas e prestar assessoramento a todos os setores na sua área de atuação; promover a disseminação de informações sobre direitos e deveres, processos disciplinares e decidir sobre recursos interpostos por servidores contra decisões administrativas; fomentar a produção científica da Instituição; cumprir decisões e diligências determinadas pelos órgãos de controle interno e externo, relativos à sua área de atuação e instruir processos relativos a direitos e deveres dos servidores ativos, emitindo pronunciamento preliminar.

 

À Gerência de Apoio e Serviço (GEAPS), diretamente subordinada à Coordenação de Administração Geral, compete: gerenciar, coordenar e controlar a execução setorial das atividades dos núcleos que lhe são subordinados; subsidiar os diversos setores da Fundação Hemocentro de Brasília e gerenciar setorialmente as atividades sistêmicas relacionadas às funções de suprimento, documentação e comunicação administrativa, materiais, patrimônio e serviços gerais; analisar processos administrativos em geral inerentes a assuntos de responsabilidade da Gerência de Apoio e Serviços; instruir e acompanhar procedimentos administrativos envolvendo a aquisição de material e/ou prestação de serviço, bem como de assuntos relacionados as atividades dos núcleos subordinados; fiscalizar a prestação de serviços, sob a supervisão da Coordenação de Administração Geral, dos contratos de vigilância e limpeza prestados a Fundação Hemocentro de Brasília; monitorar e orientar a execução dos contratos de fornecimento de material ou prestação de serviços, no que concerne as questões administrativas sob o escopo da atuação da Gerência de Apoio e Serviços e assessorar a Coordenação de Administração Geral, a Presidência e demais setores da Fundação Hemocentro de Brasília, quanto à aquisição de material e/ou contratação de serviços.

 

À Gerência de Orçamento, Finanças e Contabilidade (GEOF), diretamente subordinada à Coordenação de Administração Geral, compete: dirigir e coordenar a gestão financeira, compreendendo as atividades pertinentes à execução orçamentária, financeira e de contabilidade; participar da elaboração, acompanhamento e avaliação do planejamento anual e plurianual da Fundação; coordenar a elaboração da proposta orçamentária, em conjunto com as demais unidades orgânicas; dirigir, coordenar e controlar a execução dos trabalhos dos Núcleos de Execução Orçamentária e Financeira e de Contabilidade; cumprir e fazer cumprir as normas orçamentária, financeira e contábil expedidas pelos órgãos centrais competentes e desenvolver outras atividades que lhe forem atribuídas na sua área de atuação.

 

À Gerência de Tecnologia da Informação (GETIN), diretamente subordinada à Coordenação de Administração Geral, compete: supervisionar e orientar as atividades de informatização da Fundação; coordenar a execução do suporte técnico e operacional da rede de comunicação de dados, hardware, software, aplicativos de gestão, de gerenciamento de banco de dados e utilitários, no âmbito da Fundação; monitorar os sistemas informatizados da Fundação, detectar eventuais falhas e apontar soluções e garantir sua segurança; identificar e caracterizar as demandas internas para o desenvolvimento, a integração e a extinção de sistemas; propor normas relativas à utilização dos recursos de informática; acompanhar, fiscalizar e controlar a execução de serviços realizados na Fundação por terceiros, na área de informática e manifestar-se sobre as especificações técnicas, editais e contratos, avaliação, testes e configurações de equipamentos e softwares a serem utilizados pela Fundação.

Fundação Hemocentro de Brasília - Governo de Brasília

FHB

Setor Médico Hospitalar Norte, quadra 3, conjunto A, bloco 3. Asa Norte, Brasília-DF. CEP: 70.710-908.